Audiência Pública leva Deputados à Iguaba Grande para discutir Segurança da Região dos Lagos

Audiência discutiu aumento da criminalidade na região e propostas para conter a violência.

Na última segunda-feira, dia 11 de setembro, foi realizada a 13ª Audiência da Comissão de Segurança e Assuntos de Polícia, que aconteceu na sede da Prefeitura de Iguaba Grande.

A Audiência foi convocada pela deputada Estadual Martha Rocha, através da Comissão na qual é presidente.

 

Martha Rocha ressaltou que é preocupante o aumento da violência no Estado e afirmou que foi necessário reformular algumas estratégias. “Nós observamos que entre os policiais que moravam aqui na região e estavam deslocados para a Capital, se estivessem aqui com certeza a qualidade do trabalho seria melhor, pois estes conhecem a Região, são frutos nascidos daqui. Na ocasião, o Secretário de Segurança anunciou o projeto das UPPs (Unidade de Polícia Pacificadora) em que diagnosticou que 85% dos problemas estão na Região Metropolitana, ou seja, as ações deveriam ser mais intensas por lá. Já que 85% das ocorrências estavam na Capital, então que pelo menos na proporção de 15% estivesse a possibilidade de ser atendido para a Região dos Lagos. Essa demanda foi levada ao Governador e nós acreditamos na capacidade de sermos atendidos”, revelou a Deputada.

 

Durante a audiência, comandante da 5ª CIA. Destacada do 25º BPM, Capitão Ibrahim apresentou a análise dos últimos 09 meses, em relação à criminalidade na cidade.  Foram 29 pessoas presas em flagrante, 08 menores infratores. Durante o mesmo período, 4 armas de fogo, 8 simulacros (Armas de brinquedo) foram apreendidos e foram registrados 5 letalidades violentas, 14  roubos de veículos e 47 roubos de rua.

 

De acordo com Grasiella Magalhães, prefeita de Iguaba, os números são pequenos em relação a outras cidades, mas não deixa de ser preocupante, ao se pronunciar, Grasiella se emocionou ao relatar a dificuldade em conseguir apoios e recursos em âmbito estadual e federal. “Temos um bom IDH, nosso IDEB é o segundo melhor do Estado. Estamos fazendo nosso trabalho, mas quando vamos tentar entrar em algum programa, receber algum recurso, somos impedidos por que aqui está tudo bem, eu queria dizer que aqui não está tudo bem”, declarou a prefeita, revelando que desde maio tenta incluir o município no PROEIS(Programa Estadual de Integração na Segurança), mas esbarra na burocracia.“Estamos tentando iniciar um programa de parceria com a PM, para garantir a segurança da cidade, mas estamos tendo problemas com a burocracia, justamente pelos nossos bons números. Parece que Iguaba é a Suíça da Região dos Lagos, mas não é, Iguaba precisa de ajuda”. Disse prefeita, emocionada.

 

O PROEIS permite que as prefeituras contratem Policiais Militares, fora do horário de serviço, para que trabalhem na segurança da cidade. Em Iguaba Grande, segundo a Polícia Militar, há um efetivo de 29 policiais, no qual 26 estão em atividade. A 5ª Companhia também possui duas viaturas.

 

Também participaram da audiência, as deputadas Zeidan, Márcia Jeovani, o deputado Jânio Mandes, o Comandante do 25º BPMRJ André Henrique, os vereadores de Iguaba Grande Alessandro Grimauth e Adriano Mairink, a presidente do Conselho Comunitário de Segurança (CCS), Zane Machado, representantes das Polícias Civil e Militar, OAB e sociedade Civil.

 

 

Texto: Daniele Beldon

Fotos: Felipe Lopes

Comentar

Seu endereço de email não será publicado.Campos marcados são obrigatórios *

*

3 + 17 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>