Bonito, calmo e saudável: suicídio de surfista choca amigos

jean-2

Segundo amigos, Jean da Silva, campeão brasileiro de surf em 2010, tirou a própria vida aos 32 anos

A morte do surfista catarinense Jean da Silva pegou todos que o conheciam de surpresa. O atleta natural de Joinville (SC) foi encontrado morto na casa dos pais, na última sexta-feira. A causa da morte não foi revelada pelos familiares, mas amigos próximos afirmam que Jean, que nunca deu sinais aparentes de depressão, cometeu suicídio aos 32 anos. Neste domingo, diversos representantes de elite do surfe, como Gabriel Medina e Mineirinho, prestaram homenagens ao amigo, tratado por todos como uma pessoa alegre e serena.

O auge da carreira de Jean aconteceu em 2010, quando conquistou o título brasileiro. Ele chegou a vencer eventos importantes do World Qualifying Series (WQS) e atualmente ocupava o 137º lugar no ranking da categoria de acesso a World Surf League (WSL). Pessoas próximas, porém, garantem que o momento profissional não era motivo de tristeza para Jean.

Em suas redes sociais, Jean exibia com entusiasmo as fotos das diversas viagens que fazia em busca de ondas, sempre ao lado de amigos. A última postagem é de um dia antes de sua morte, relembrando uma passagem pelas Ilhas de Mentawai, na Indonésia.

Os amigos ouvidos de Jean pela reportagem pediram anonimato e disseram que ainda buscam explicação para o suicídio. Um deles disse que o fim de um namoro teria deixado o atleta, que não tinha filhos, bastante abalado. Ainda assim, não dava sinais de depressão. “Da última vez que conversamos ele estava normal, feliz, brincando com todo mundo”, contou um dos amigos.

A ausência na atual etapa do Havaí, local onde Jean amava competir, também pode ter influenciado. Dois amigos de infância do surfista se classificaram para a etapa neste ano. Bonito e bem relacionado, Jean é lembrado pelos colegas como um rapaz “supereducado, inteligente, calmo e sereno”.

Jean é filho de uma família tradicional de Joinville e sempre se dedicou ao surfe, virando profissional ainda na adolescência. Era patrocinado por uma marca de surfe, o que lhe garantia uma situação financeira estável. Segundo amigos, não usava drogas e cuidava rigorosamente da  saúde. Recentemente, vinha tendo mais cuidados com a alimentação e praticava yoga e meditação. Neste domingo, diversos atletas rezaram por Jean da Silva no Havaí. Confira, abaixo, algumas das homenagens ao surfista.

Fonte: Veja

Comentar

Seu endereço de email não será publicado.Campos marcados são obrigatórios *

*

dois × 2 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>