“Ela precisa de ajuda psiquiátrica”, revela a família da socialite Day McCarthy Read more at: https://tr.im/1U9xH

day2

Em seu perfil no Instagram, Dayane fez comentários racistas a respeito da filha dos atores Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank (Foto: Reprodução / Facebook)

Os parentes de Day McCarthy, a socialite que fez declarações racistas à Titi – filha dos atores Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank – deram uma entrevista ao jornal O Globo na terça-feira (28) e ofereceram mais detalhes sobre a vida da mulher de 28 anos.

Segundo a família, na verdade Day é apenas um apelido que a socialite adotou após ir para os Estados Unidos, seu nome de registro é Dayane Alcântara Couto de Andrade. O contato com os parentes ficou distante desde que ela se mudou da cidade onde cresceu, Presidente Kennedy, localizada no interior do Espírito Santo, para o Rio de Janeiro.

“Ela estudou em escolas particulares, frequentou durante um ano a Igreja Batista, até se mudar para o Rio. Foi morar na capital fluminense depois de conhecer um músico. Sempre sonhou em ser rica e famosa. Foi uma adolescente muito revoltada. Vendo tudo isso que ela tem feito, acho que está maluca. Precisando de ajuda psiquiátrica”, revelou um parente de McCarthy que preferiu não se identificar.

“Não sabemos muita coisa dela. O que sei dizer é que se casou com um italiano rico e depois foi com ele para os Estados Unidos, depois para o Canadá”, disse outro familiar.

Ainda de acordo com a nota do jornal O Globo, a socialite viu o pai falecer quando ainda tinha 18 anos. Logo em seguida, brigou com a mãe pela herança, pegou o que era de seu direito e foi morar sozinha. Além disso, viajou para os Estados Unidos – onde viveu ilegalmente e trabalhou como babá.

Sobre sua vida amorosa, os familiares de Dayane não sabem de muitos detalhes: “Já separada do empresário, ficou rica. É tudo o que nós sabemos”, disse outro parente.

Redes Sociais
Em seu perfil no Instagram, rede social onde Day disseminou o ódio contra Titi e Rafinha Justus – filha dos apresentadores Ticiane Pinheiro e Roberto Justus – ela se autointitula “socialite e escritora”, já tendo publicado quatro exemplares, mas não revela seus títulos. Após toda a polêmica envolvendo racismo, a conta de Dayane foi excluída por alguns dias até tudo se resolver judicialmente.

Nesta terça-feira, dia 28, vazaram a informação de que Day ainda pode responder pelos crimes de injúria racial, difamação e injúria. A polícia do Rio de Janeiro deu entrada em um inquérito para apurar todo o caso após o ator global Bruno Gagliasso registrar um boletim de ocorrência contra a suposta “socialite”.

Fonte: Agência Brasil

Comentar

Seu endereço de email não será publicado.Campos marcados são obrigatórios *

*

dezessete − 9 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>